Estética em Ortodontia,vamos falar um pouco sobre analise do sorriso.


Quem vê essa foto da Jewel fica bastante impressionado com a sua beleza,porém o sorriso deixa muito a desejar não é mesmo?

O sorriso contrasta ,de maneira bem desfavorável , com o conjunto da obra .Tudo bem dizem por aí que os olhos são as janelas da alma , no entanto com um sorriso desses não conseguimos prestar atenção em outra coisa além dele ,e olha que os olhos da moça são maravilhosos.

Outro caso de beleza traída pelo o sorriso, é obvio que existem outros parâmetros  e valores para se achar alguém bonito além da estética ,porém como aqui estamos falando de estética facial vamos conversar um pouco sobre analise do sorriso

Nós profissionais, nos preocupamos em tentar deixar o sorriso mais harmônico mas os sorrisos possuem características  que algumas vezes podem ser alteradas e outras não, as vezes a odontologia não pode intervir  em todos os casos.

Na ortodontia não devemos só nos preocupar com o que interfere em um sorriso ,precisamos diagnosticar o que esta fora da normalidade pra que  possamos fazer um bom planejamento de tratamento.

Para isso podemos lançar mãos de algumas ferramentas como por exemplo a DRED (Diagrama de Referencias Estéticas Dentárias).

Esse diagrama utiliza pontos ,medidas e proporções  das relações entre os caninos superiores e incisivos (laterais e centrais) superiores e também das relações desses dentes com a gengiva e lábios.Dessa forma o DRED possibilita uma avaliação objetiva do sorriso facilitando o diagnóstico e o prognóstico estético.

Esse diagrama é constituído de seis caixas que englobam os incisivos e caninos superiores; e os seus limites irão ser específicos para cada referência dentária. Cada caixa engloba o seu respectivo dente, obedecendo os seus limites.

O DRED é avaliado em uma vista frontal  de 90º com relação ao plano frontal, ou seja, perpendicular a esse plano.Esse diagrama nos fornece uma melhor observação dos dentes anteriores nos possibilitando o planejamento de tratamento dentário estético ou ortodôntico mias viável.

Nos podemos também associar algumas referências de estruturas dentárias gengivais e labiais melhorando e facilitando a visualização do sorriso.

No formato original o DRED faz referência as Zênites gengivais(pontos mais apicais do contorno gengivais).Nesta reavaliação serão acrescentadas as pontas da papilas gengivais enfatizando os pontos de contatos entre os dentes.

A união desses pontos formará linhas que darão referências avaliativas na análise do sorriso.
Sendo assim, o DRED terá intrinsicamente quatro linhas, formadas pelas seguintes estruturas
• linha cervical – zênites gengivais;
• linha papilar – pontas das papilas;
• linha dos pontos de contato – pontos de contato;
• linha incisal – bordas incisais (linha incisal)

Então a relação entre a linha papilar e a linha dos  ponto de contatos formará uma faixa que se denominará de faixa de conectores,essa faixa formada ,somada com as outras linhas incisal e cervical ,em uma vista frontal,darão as referências horizontais de um sorriso.Faltam ainda duas linhas dos lábios superior e inferior que conjuntamente com as outras 4 irão integrar as 6 linhas horizontais do sorriso.

Linha Cervical

A linha cervical é união dos zênites dos caninos laterais e centrais nos dentes superiores,as zênites estão normalmente localizados distalmente ao longo eixo dentário.Entretanto, essa regra nem sempre se aplica aos incisivos laterais superiores.A linha cervical fica com um aspecto convexo em relação ao plano oclusa e essa e a forma ideal para a linha cervical.Devido a diferença de altura dos Zênites ,essa linha pode plana ou ainda concava que é a forma mais desagradável entre as possibilidades.

Linha Incisal

Linha traçada nas bordas incisais dos dentes anteriores superiores,o ideal é que as bordas incisais dos Incisivos centrais estejam abaixo das bordas incisais dos incisivos laterais e esse por sua vez possuam as bordas incisais mais abaixo que a borda incisal do canino formando uma curva que lembra a figura de um” prato fundo”.(Ideal em pacientes jovens)

Essa condição pode ser mudada com o passar do tempo devido aos desgaste naturais dos dentes, entretanto o tamanho dos dentes, inclinações dentárias, fatores eruptivos e inclinação do plano oclusal também podem alterar esse desenho.

A classificação da linha incisal também pode utilizar a nomenclatura
côncava (“prato invertido”), plana (“prato raso”) e convexa (“prato fundo”) podem alterar o desenho.

Linhas dos pontos de contato

Os contatos entre os dentes é feito de forma descendente a partir do canino, dessa forma o ponto de contato entre caninos e laterais estão acima do ponto de contato entre laterais e centrais que está acima dos pontos de contatos entre os dois centrais formando uma linha paralela a linha Incisal.Os postos devem ser justos ,porém se o contato dentário se der em uma área ao invés de um ponto, consideraremos o local mais apical como a referência para o ponto de contato.

Linha Papilar

Não existe uma definição para definição de um modelo ideal da relação entre a altura das papilas. Entretanto, baseado em trabalhos que fizeram a avaliação da altura ideal nos incisivos centrais e a relação que a altura da ponta das papilas tem com o posicionamento e o tamanho dos dentes pode-se deduzir que uma linha ideal seria paralela à linha formada pelos pontos de contato.vamos entender melhor,a papila nos incisivos centrais superiores preenche metade do tamanho desses dentes, quando em condições normais. Sendo assim, seria de se esperar que esse padrão se repetisse para incisivos laterais e caninos. Como o incisivos laterais são menores do que os incisivos centrais, e a papila deve preencher a metade da altura da sua coroa, a posição da papila entre incisivo central e lateral deve ficar apical à dos incisivos centrais, assim como a papila do incisivo lateral e canino.

Faixa de conectores

A faixa de conectores e a zona formada onde os dentes parecem se tocar,a faixa se difere do ponto de contato , estes últimos são zonas bem menores e as vezes até pontos mesmo onde os dentes se encostam.

A melhor relação estética dos dentes anteriores é a que segue a regra
do espaço conector 50-40-30 Essa regra define que o espaço conector entre os incisivos centrais seja de 50% do tamanho desse dentes,Os espaços conectores dos incisivos laterais com os centrais seja de 40% e do canino com o lateral de 30 %.

O desenho dessa faixa lembra o de uma “Asa delta”Essa faixa nos auxiliam para detectar erros de posicionamentos dentários e a sua relação com a gengiva.

. Essa avaliação facilita o diagnóstico e torna mais fácil e prática a
detecção de problemas para todos os profissionais que tratam de problemas estéticos.

Analise labial

Além dessas  linhas juntaremos a elas as linhas labiais superior e inferior ,essas linhas interferem diretamente no sorriso  ,cada uma individualmente e quando analisadas conjuntamente criarão o desenho que determinará a exposição dentária.

Linha do labio superior

A linha do lábio superior representa a borda inferior do lábio. Essa linha é a que dita a exposição dos dentes superiores. Não apenas os dentes anteriores, mas também os dentes posteriores, têm as suas exposições limitadas por essa linha.

A altura do sorriso é influenciada pela idade e pelo gênero.A linha do sorriso pode ser considerada como fator determinante na avaliação da estética bucal. Os resultados estéticos dos tratamentos ortodônticos sempre guardam uma forte relação .

A  finalização de tratamentos ortodônticos pode ser comprometida pela altura do sorriso. Tanto o sorriso alto quanto o baixo podem comprometer os resultados. Esse talvez seja o grande desafio da Ortodontia contemporânea na busca da excelência

Linha labial inferior

Também tão importante quanto a linha labial superior para definir um sorriso ,Em geral, é a forma do lábio inferior e as bordas incisais dos dentes anteriores superiores e inferiores que criam um arranjo agradável ou desagradável do sorriso.É necessário que exista uma harmonia entre o plano incisal superior com a linha do lábio inferior. Essa harmonia é representada pelo paralelismo do arco formado pelas bordas incisais e oclusais dos dentes superiores com a borda superior do lábio inferior.

Enfim a analise do sorriso para o Ortodontista é de grande valia para que possamos diagnosticar e planejar um tratamento adequado a nosso paciente.

Quer saber mais acesse o link :http://www.scielo.br/pdf/dpjo/v15n1/14.pdf

Anúncios

2 respostas em “Estética em Ortodontia,vamos falar um pouco sobre analise do sorriso.

  1. Tenho lido muitas coisas sobre tantas coisas que podem ser feitas para melhorar a estética. Mas é uma pena que tudo é muito caro. Até compreendo esses valores. Valorizo o trabalho demais, mas poucos podem ter acesso. Bjos

    • Cris na verdade a melhoria da estética não é tão caro assim por exemplo no Caso Marina, ela ficou com um sorriso maravilhoso e muitas das regras do Dred ela já tem naturalmente ,não acha ? e se você ver,ela consegue manter a estética sem muitas idas ao dentista,na verdade o que mudou é a consciência das pessoas para com a saúde bucal,e com saúde todo sorriso fica lindo 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s