Meninas olhem!!! O Gabriel tirou o aparelho, ficou mais bonito ainda :)


Olá mais um caso terminado !!! O Gabriel tirou o aparelho hoje e o resultado ficou bem legal  🙂

Quando ele chegou no consultório ele me disse que queria ser jogador de futebol ….

g5

E tinha essa oclusão …

g6g2g4

Agora ficou assim 🙂

g7

Na verdade eu acho que ele pode até ser jogador, mas….

Acho que ele tá mais para modelo ! O que acham meninas?? 🙂

g3g1

Anúncios

Alinhadores uma opção estética


Sabe aquele dentinho que desalinhou depois de algum tempo que você retirou seu aparelho?

IMG_2668[1]

 

As vezes o paciente não se sente motivado a instalar novamente a aparatologia fixa para alinhar o elemento novamente.Nesses casos podemos utilizar os alinhadores.IMG_2666[1]

Os alinhadores são placas que você coloca sobre os dentes e através de um setup feito pelo Ortodontista os dentes são recolocados no arco.

IMG_2669[1]

 

Depois de colocada fica imperceptível

IMG_2672[1]

 

Esta aí  uma opção estética para resolver o problema das recidivas 🙂

Já ouviu falar em odontologia intra uterina? e ortodontia ???


FETO NO DENTISTA

Não, não é desse jeito!!

Na verdade, vamos cuidar da saúde oral do bebe através da mamãe. Primeiramente vamos responder á algumas dúvidas das futuras mamães . Na literatura não há comprovação que exista  aumento no índice de cárie nas gravidas ,nem tão pouco a estrutura mineral dos dentes da mamãe sofrerá alterações para formar os dentes do bebê. A gravidez também não causa gengivite, porém , exerce influência nas áreas já inflamadas. Ainda, gravidez não é empecilho para o tratamento odontológico, aliás esse é o momento oportuno, para diminuirmos o risco de manifestações de cárie no bebê recém nascido, através da eliminação do processo infeccioso cariogênico da mamãe.

As mamães que apresentam alto índice de cáries,tendem ter crianças com maior risco de apresentarem cárie no futuro. Segundo alguns estudos, a janela de infectividade no bebê ocorre com a erupção dos molares, porém no Brasil, o acometimento de cáries vêm surgindo nos bebês mais precocemente.

carie bebe

Dessa forma, devemos quanto antes mudar o quadro cariogênico da mamãe para que ela não o transmita para o bebe, mudando os hábitos alimentares principalmente com diminuição no consumo de açucares, e tratando das cáries e gengivites já instaladas .

E a ortodontia?

Os hábitos deletérios podem começar ainda na fase intra uterina, como por exemplo, a sucção do dedo.

feto dedo

Essa imagem, para alguns papais e mamães pode parecer muito fofa, mas pra o ortodontista já é sinal de alerta para que essa criança, não carregue esse hábito pós nascimento.

Quando a criança faz sucção digital, ela esta mantendo  pressão nos maxilares que ocasionará futuramente uma má oclusão, denominada de mordida aberta.

297121_348683701920102_1003937500_nEssa má oclusão, além de afetar o desenvolvimento normal dos maxilares, vai ocasionar deglutição atípica, isso é  devido a deglutição adaptada desenvolvida por causa da mordida aberta, além de toda a alteração de perfil e  problemas respiratórios.

Fazendo o diagnóstico na fase intrauterina, poderemos orientar os pais para suprimir esse hábito o mais rápido possível, mas como?

Alguns profissionais preferem indicara chupeta para que o bebê “troque” de hábito, alegando ser mais fácil a remoção deste, quando comparado à sucção digital. No entanto há uma forma mais saudável e natural, sabe qual? Amamentação.

Já escrevi um post aqui sobre esse assunto,vale a pena dar uma olhada,

http://https://ortodontologika.wordpress.com/2012/05/31/degluticao-atipica-e-degluticao-adaptadavoce-sabe-o-que-e-isso/

Esse post fala sobre hábitos deletérios,  mordida aberta, deglutição atípica e principalmente mostra um vídeo com dicas para as mamães amamentarem corretamente os bebes, para que eles saciem,além da fome, a carência emocional.

Existem aparelhinhos que ajudam a combater o hábito depois dele ser adquirido, como grades impedidoras, aparelhos com acessórios que imitam mamilos para criança sugar, mas  o melhor mesmo é tentar impedir que o bebe desenvolva esse hábito. Eis alguns aparelhos que nos auxiliam .

A criança faz a sucção no acessório e o dentista vai desgastando gradativamente esse mamilo para que a criança peca o vicio

A criança faz a sucção no acessório e o dentista vai desgastando gradativamente esse mamilo para que a criança peca o vicio

A grade impedidora, impede a criança de projetar a língua quando ela deglute além de não permitir que a criança sugue o dedo ou a chupeta

A grade impedidora, impede a criança de projetar a língua quando ela deglute, além, de não permitir que a criança sugue o dedo ou a chupeta

Então mamães fiquem de olho nessas dicas para que seus bebes tenham uma saúde oral perfeita.

 

Nite-guide O paciente esta feliz com o resultado do tratamento ,quer saber??? Eu também :)


Já falei aqui sobre esse aparelhinho : http://https://ortodontologika.wordpress.com/2012/09/28/nite-guideocluso-guide-voce-conhece-esse-aparelhinho/

Muitos dos meus leitores querem informações sobre esse aparelho,alguns nem acreditam que ele funcione tão bem. Mas quando bem planejado ,na época certa e colaboração do paciente ele funciona sim .Olha esse caso que esta em andamento e já apresenta bons resultados. O  “Mu ” apresentava maloclusão CLII com sobremordida profunda e overjet .A opção de tratamento foi usar o nite guide por para servir como guia de erupção:

botanico 3171

Vamos ver as fotos do Mu antes do aparelhinho:

mu1

mu 2

 

mu 3

Veja como esta progredindo o caso com seis meses de uso :

botanico 3175

botanico 3173Comparando as duas fotos dá para perceber bem como abriu espaço para possibilitar a erupção correta dos caninos e a sobremordida também melhorou muito !botanico 3174O trespasse horizontal também já diminuiu bastante.

O que sempre falo aqui, é que nós ortodontistas não somos vendedores de aparelhos e sim planejadores e executores de tratamento, com a aparatologia correta e colaboração dos pacientes com certeza colheremos bons frutos.Fica a minha promessa das fotos com a finalização do caso ok ? 🙂

Tratamento ortodôntico em pacientes oncológico ,pode???


A Mattel, fabricante da boneca Barbie, confirmou que produzirá uma boneca sem cabelos para ser distribuída exclusivamente em hospitais infantis e outros centros de tratamento de crianças com câncer nos Estados Unidos e no Canadá.hospitais-nos-eua-e-canada.html

A Mattel, fabricante da boneca Barbie, confirmou que produzirá uma boneca sem cabelos para ser distribuída exclusivamente em hospitais infantis e outros centros de tratamento de crianças com câncer nos Estados Unidos e no Canadá.hospitais-nos-eua-e-canada.html

Com o avanço das terapias  de tratamento para neoplasias malignas diagnosticadas na infância a taxa de mortalidade infantil vem diminuindo bastante nos últimos anos aumentando a expectativa de vida dessa crianças.

Por esse motivo ,já não é raro no nosso consultório encontrarmos pacientes que estão em oncoterapia ou que já receberam o tratamento e encontram-se livres da doença.Neste post vamos falar um pouquinho sobre ortodontia nesses pacientes.

Estudos comprovam que alguns fármacos utilizados na oncoterapia podem influenciar a movimentação dentaria induzida, porém ainda mais estudos são necessários para saber como esses medicamentos interagem com a remodelação óssea tecidual  e como eles afetam negativamente nesse processo.

Pesquisas constataram que 50% de crianças que receberam tratamentos oncoterápicos como quimioterapia ou radioterapia  apresentaram sequelas futuras tando no desenvolvimento dentário quanto no crescimento cranio facial, esse fato é de grande importância para que o Ortodontistas faça um planejamento minucioso para esses pacientes.

As consequências do tratamento podem se percebidas a curto ou longo prazo(que podem ser potencializados com a predisposição genética )  e o grau de manifestação desse efeitos esta diretamente relacionado com:

* A localização e extensão da lesão primaria

*O tipo e a intensidade do tratamento

*Idade da criança em que foi diagnosticada com a doença

As sequelas referente a quimioterapia e radioterapia serão mais pronunciadas quando o tratamento ocorre na época do pico de crescimento ósseo( antes dos 4 anos e durante a puberdade).
Se a criança foi diagnosticada com a doença enquanto já ocorria o tratamento ortodôntico ,a melhor conduta é que o aparelho fixo seja removido durante o tratamento oncológico e seja  recolocado após o termino da oncoterapia e tendo o paciente dois anos livre da doença. Aparelhos de contenção podem ser utilizados desde que não provoque irritações ou ulceras na mucosa .A neutropenia causada pelo tratamento de quimioterapia  compromete a regeneração da mucosa podendo evoluir para uma mucosite.

Se o tratamento não puder ser interrompido, o profissional deve considerar em seu planejamento o diagnóstico de anomalias.Se não houver anormalidade radiográficas ou no esmalte o ratamento pode ocorrer como em qualquer paciente ortodôntico, porém se faz necessário atentar para alguns fatores tais como alterações salivares e periodontais (osso alveolar e gengivas) e a mecânica ortodôntica deve ser o mais rápido possível.

O tratamento ortodôntico não esta totalmente contraindicado porém é necessário avaliar  o tempo de tratamento e a extensão da anomalia.

 

Tomar café pode acelerar o movimento Ortodôntico!Será???


arte-na-xicara-de-cafe-2109236-480-thumb-570

 

Olha que legal isso.!!

Existem estudos ,ainda como hipótese , que o consumo de café pode sim acelerar o movimento ortodôntico e assim torna- lo mais rápido.

Essa hipótese esta baseada em três pontos;

A cafeina interrompe o balanço de cálcio no tecido ósseo causando uma baixa densidade óssea , propiciando uma remodelação óssea mais rápida.Essa reação pode ser compensada pelo aumento da absorção de cálcio pelo intestino causando assim uma regulação fisiológica.

As células responsáveis pela aposição óssea na remodelação óssea são afetadas  negativamente quando expostas a uma quantidade apropriada de cafeina ,esse quadro também propicia a baixa densidade óssea.

A baixa densidade óssea acelera a remodelação óssea diminuindo assim o tratamento ortodôntico e seus efeitos colaterais.

Bom ,isso ainda está em fase de estudos , porém é muito bom saber que pesquisas estão sendo feitas para aprimorar ainda mais o tratamento ortodôntico.

 

Estética em Ortodontia,vamos falar um pouco sobre analise do sorriso.


Quem vê essa foto da Jewel fica bastante impressionado com a sua beleza,porém o sorriso deixa muito a desejar não é mesmo?

O sorriso contrasta ,de maneira bem desfavorável , com o conjunto da obra .Tudo bem dizem por aí que os olhos são as janelas da alma , no entanto com um sorriso desses não conseguimos prestar atenção em outra coisa além dele ,e olha que os olhos da moça são maravilhosos.

Outro caso de beleza traída pelo o sorriso, é obvio que existem outros parâmetros  e valores para se achar alguém bonito além da estética ,porém como aqui estamos falando de estética facial vamos conversar um pouco sobre analise do sorriso

Nós profissionais, nos preocupamos em tentar deixar o sorriso mais harmônico mas os sorrisos possuem características  que algumas vezes podem ser alteradas e outras não, as vezes a odontologia não pode intervir  em todos os casos.

Na ortodontia não devemos só nos preocupar com o que interfere em um sorriso ,precisamos diagnosticar o que esta fora da normalidade pra que  possamos fazer um bom planejamento de tratamento.

Para isso podemos lançar mãos de algumas ferramentas como por exemplo a DRED (Diagrama de Referencias Estéticas Dentárias).

Esse diagrama utiliza pontos ,medidas e proporções  das relações entre os caninos superiores e incisivos (laterais e centrais) superiores e também das relações desses dentes com a gengiva e lábios.Dessa forma o DRED possibilita uma avaliação objetiva do sorriso facilitando o diagnóstico e o prognóstico estético.

Esse diagrama é constituído de seis caixas que englobam os incisivos e caninos superiores; e os seus limites irão ser específicos para cada referência dentária. Cada caixa engloba o seu respectivo dente, obedecendo os seus limites.

O DRED é avaliado em uma vista frontal  de 90º com relação ao plano frontal, ou seja, perpendicular a esse plano.Esse diagrama nos fornece uma melhor observação dos dentes anteriores nos possibilitando o planejamento de tratamento dentário estético ou ortodôntico mias viável.

Nos podemos também associar algumas referências de estruturas dentárias gengivais e labiais melhorando e facilitando a visualização do sorriso.

No formato original o DRED faz referência as Zênites gengivais(pontos mais apicais do contorno gengivais).Nesta reavaliação serão acrescentadas as pontas da papilas gengivais enfatizando os pontos de contatos entre os dentes.

A união desses pontos formará linhas que darão referências avaliativas na análise do sorriso.
Sendo assim, o DRED terá intrinsicamente quatro linhas, formadas pelas seguintes estruturas
• linha cervical – zênites gengivais;
• linha papilar – pontas das papilas;
• linha dos pontos de contato – pontos de contato;
• linha incisal – bordas incisais (linha incisal)

Então a relação entre a linha papilar e a linha dos  ponto de contatos formará uma faixa que se denominará de faixa de conectores,essa faixa formada ,somada com as outras linhas incisal e cervical ,em uma vista frontal,darão as referências horizontais de um sorriso.Faltam ainda duas linhas dos lábios superior e inferior que conjuntamente com as outras 4 irão integrar as 6 linhas horizontais do sorriso.

Linha Cervical

A linha cervical é união dos zênites dos caninos laterais e centrais nos dentes superiores,as zênites estão normalmente localizados distalmente ao longo eixo dentário.Entretanto, essa regra nem sempre se aplica aos incisivos laterais superiores.A linha cervical fica com um aspecto convexo em relação ao plano oclusa e essa e a forma ideal para a linha cervical.Devido a diferença de altura dos Zênites ,essa linha pode plana ou ainda concava que é a forma mais desagradável entre as possibilidades.

Linha Incisal

Linha traçada nas bordas incisais dos dentes anteriores superiores,o ideal é que as bordas incisais dos Incisivos centrais estejam abaixo das bordas incisais dos incisivos laterais e esse por sua vez possuam as bordas incisais mais abaixo que a borda incisal do canino formando uma curva que lembra a figura de um” prato fundo”.(Ideal em pacientes jovens)

Essa condição pode ser mudada com o passar do tempo devido aos desgaste naturais dos dentes, entretanto o tamanho dos dentes, inclinações dentárias, fatores eruptivos e inclinação do plano oclusal também podem alterar esse desenho.

A classificação da linha incisal também pode utilizar a nomenclatura
côncava (“prato invertido”), plana (“prato raso”) e convexa (“prato fundo”) podem alterar o desenho.

Linhas dos pontos de contato

Os contatos entre os dentes é feito de forma descendente a partir do canino, dessa forma o ponto de contato entre caninos e laterais estão acima do ponto de contato entre laterais e centrais que está acima dos pontos de contatos entre os dois centrais formando uma linha paralela a linha Incisal.Os postos devem ser justos ,porém se o contato dentário se der em uma área ao invés de um ponto, consideraremos o local mais apical como a referência para o ponto de contato.

Linha Papilar

Não existe uma definição para definição de um modelo ideal da relação entre a altura das papilas. Entretanto, baseado em trabalhos que fizeram a avaliação da altura ideal nos incisivos centrais e a relação que a altura da ponta das papilas tem com o posicionamento e o tamanho dos dentes pode-se deduzir que uma linha ideal seria paralela à linha formada pelos pontos de contato.vamos entender melhor,a papila nos incisivos centrais superiores preenche metade do tamanho desses dentes, quando em condições normais. Sendo assim, seria de se esperar que esse padrão se repetisse para incisivos laterais e caninos. Como o incisivos laterais são menores do que os incisivos centrais, e a papila deve preencher a metade da altura da sua coroa, a posição da papila entre incisivo central e lateral deve ficar apical à dos incisivos centrais, assim como a papila do incisivo lateral e canino.

Faixa de conectores

A faixa de conectores e a zona formada onde os dentes parecem se tocar,a faixa se difere do ponto de contato , estes últimos são zonas bem menores e as vezes até pontos mesmo onde os dentes se encostam.

A melhor relação estética dos dentes anteriores é a que segue a regra
do espaço conector 50-40-30 Essa regra define que o espaço conector entre os incisivos centrais seja de 50% do tamanho desse dentes,Os espaços conectores dos incisivos laterais com os centrais seja de 40% e do canino com o lateral de 30 %.

O desenho dessa faixa lembra o de uma “Asa delta”Essa faixa nos auxiliam para detectar erros de posicionamentos dentários e a sua relação com a gengiva.

. Essa avaliação facilita o diagnóstico e torna mais fácil e prática a
detecção de problemas para todos os profissionais que tratam de problemas estéticos.

Analise labial

Além dessas  linhas juntaremos a elas as linhas labiais superior e inferior ,essas linhas interferem diretamente no sorriso  ,cada uma individualmente e quando analisadas conjuntamente criarão o desenho que determinará a exposição dentária.

Linha do labio superior

A linha do lábio superior representa a borda inferior do lábio. Essa linha é a que dita a exposição dos dentes superiores. Não apenas os dentes anteriores, mas também os dentes posteriores, têm as suas exposições limitadas por essa linha.

A altura do sorriso é influenciada pela idade e pelo gênero.A linha do sorriso pode ser considerada como fator determinante na avaliação da estética bucal. Os resultados estéticos dos tratamentos ortodônticos sempre guardam uma forte relação .

A  finalização de tratamentos ortodônticos pode ser comprometida pela altura do sorriso. Tanto o sorriso alto quanto o baixo podem comprometer os resultados. Esse talvez seja o grande desafio da Ortodontia contemporânea na busca da excelência

Linha labial inferior

Também tão importante quanto a linha labial superior para definir um sorriso ,Em geral, é a forma do lábio inferior e as bordas incisais dos dentes anteriores superiores e inferiores que criam um arranjo agradável ou desagradável do sorriso.É necessário que exista uma harmonia entre o plano incisal superior com a linha do lábio inferior. Essa harmonia é representada pelo paralelismo do arco formado pelas bordas incisais e oclusais dos dentes superiores com a borda superior do lábio inferior.

Enfim a analise do sorriso para o Ortodontista é de grande valia para que possamos diagnosticar e planejar um tratamento adequado a nosso paciente.

Quer saber mais acesse o link :http://www.scielo.br/pdf/dpjo/v15n1/14.pdf

Meu Deus meu filho caiu e perdeu os dentes decíduos!!!e agora???Mantenedores de espaço é a solução!


O dente decíduo é o melhor mantenedor de espaço para o dente permanente Quando ocorre a fratura ou a  perda prematura de um elemento dental decíduo poderão ocorrer problemas  dentais graves  como por exemplo perda de comprimento do arco, resultando no apinhamento da dentição permanente, impactação de dentes permanentes, dificuldades estéticas, má oclusão, e outros problemas. Por exemplo ,essa radiografia mostra a perda prematura do primeiro molarzinho de leite inferior direito, Houve uma inclinação do molar permanente e no decíduo ocasionando a perda de espaço para o dentinho permanente que vai nascer. No caso de fratura dental ,quem vai nos dizer se o elemento pode ser extraído ou não é o estagio de reabsorção da raiz do decíduo denominado de estagio de Nolla

  Para resolver esse problemas nós precisamos lançar mão de aparelhos que irão manter o espaço perdido.Esses aparelhos são chamados de mantenedores de espaço. Os mantenedores de espaço pode ser classificados em

: * Fixo : Ficam fixos na boca por meio de bandas ,fios etc .Podem ser unilateral ou bilateral.

* Removíveis: como o nome já diz não são fixos

* Bilaterais :são fixos a ambos os lados da boca

* Unilaterais :são fixados a um dos lados da boca Vamos mostrar alguns aparelhinhos

Fixos Bilaterais: Os aparelhos fixos são preferidos pelos dentistas porque não necessita da colaboração do paciente,são menos fáceis de serem danificados ou perdidos pelo paciente.Na foto acima mostra um aparelhinho que manterá o espaço bilateralmente,ele é fixo através de cimentação da banda nos primeiros molares decíduos inferiores e conta com uma barra lingual.

Bilaterais Removíveis 

  Nota-se que o mantenedor é preso por um sistema de grampos nos caninos decíduos podendo ser removido ,daí a desvantagem se o paciente não for colaborativo.   .

Fixos unilaterais:

Esse mantenedorzinho é conhecido como fixo banda ,é confeccionado com uma cimentação de uma banda no molarzinho e uma alça soldada que manterá o espaço do permanente.Ao invés de banda ,podemos também confeccionar uma coroinha no dentinho que vai receber a alça

Removíveis unilaterais

Esses tipos de mantenedores  são contra indicados por serem pequenos e soltos a criança pode engolir ou até mesmo aspirar ,são presos aos dentes por um sistema de grampos

Mantenedor de espaço distal 

Ele é utilizado para prevenir primeiros molares permanentes de mover mesialmente com a perda prematura do segundo molares primários. O exemplo apresentado é uma coroa com um segmento de extensão distal soldada à coroa. O segmento distal se estende para dentro do tecido contra o primeiro molar retido permanente. A extensão distal, também chamado de um sapato distal, é usado quando os segundos molares primários são perdidos antes da erupção dos primeiros molares permanentes (ou seja, perda muito prematuro).

Mantenedor Anterior telescópico

Sistema telescópico fixo indicado em casos de perda prematura de dentes decíduos anteriores. Favorece a estética do paciente e por sua vez, permite o crescimento transversal da maxila.

Se  seu filho sofrer um acidente, e ocorrera perda precoce dos elementos decíduos, procure o seu dentista; este espaço pode e deve ser preservado contribuindo assim para a não formação de uma má oclusão dentária futura

O implante dentário pode ajudar no tratamento ortodôntico? Como?


Sim e muito!!!

Como já dissemos aqui ,o tratamento ortodôntico consiste em  uma aplicação de força nos dentes onde desencadeará uma reação biológica remodelando o tecido ósseo  e consequentemente proporcionando a movimentação dental

.

Quando implantamos um pino intra-ósseo , depois  de tornar-se  osteo integrado,sabemos que ele não sofrerá mais movimentação ,dessa forma quando pensamos em implantodontia para movimentação ortodôntica sabemos que se trata de um ratamento inviável ,porém quando precisamos de um ponto de ancoragem para o nosso tratamento ortodôntico aí sim a implantodontia pode nos auxiliar .

Os dentes são as unidade anatômicas mais frequentes utilizadas para o sistema de ancoragem . O número, o tamanho, forma e comprimento de cada raiz deve ser considerado, porque os dentes diferentes têm diferentes valores de resistência para o movimento do dente. Esta situação pode causar movimentos indesejáveis ​​dos dentes de ancoragem.

Ainda em nossos tratamentos podemos utilizar outros sistemas de ancoragem que não os dentes ,como os sistemas extra-orais ,que necessitam da cooperação do paciente como por exemplo  arco extra oral  entre  outros  porém alguns podem ser considerados não estáveis .

 

 

Para conseguirmos uma ancoragem perfeita sem a necessidade de cooperação do paciente existem outras formas que iremos descreve-las abaixo;

Implantes convencionais

Os implantes convencionais tem sido usado como auxiliares de ancoragem no tratamento ortodôntico em pacientes com grandes perdas dentais.Os implantes são inseridos nos locais de perda dentária e depois de sua    cicatrização  podem ser usados como pilares de ancoragem para retração da bateria anterior , extrusão de dentes impactados,mesialização de dentes posteriores,movimento lingual de um canino inferior ,mordidas abertas ou mordidas cruzadas.

 

 

No final do tratamento ortodôntico, o pilar é usado para apoiar uma prótese fixa, como parte do plano de tratamento abrangente.  Os implantes ósseo integrados pode ser usado também para distração osteogênica,expansão sutural terço médio da face  e maxilofacial protração.

Esse tipo de uso de ancoragem tem a desvantagem da espera do tempo de cicatrização além de não poder ser usado quando queremos fechar  espaço ou em pacientes com todos os dentes.

Ancoragem palatal:

Alguns autores sugerem, para a distalização de molares, a utilização de um mini implante na rafe palatina mediana, com a aplicação de força através de uma barra transpalatina. A linha média do palato possui osso cortical de excelente qualidade. Porém, devido à presença da sutura óssea, o mini implante para esta região deve ser mais espesso. Se constatada instabilidade primária após instalação nesta área, o DAT(dispositivo de ancoragem temporária  deve ser fixado adjacente à sutura.Onplants:

os Onplants são utilizados para para a ancoragem ortodôntica ou ortopédica como por exemplo a protração de maxila.São disco em formato de disco com uma superfície de hidroxiapatita e são implantados também na região palatal .Depois de 12 semanas já podem receber cargas ortodôntica ou Ortopédica.Uma vez que não tem que ser inserido no osso ,ele pode ser utilizado em vários estágios de erupção dentária ,porém mais estudos clínicos devem ser desenvolvidas para oferecer resultados mais previsíveis.

 

Ancoragem zigomática:

Num paciente parcialmente desdentado, a melhor qualidade de osso é encontrado na região do arco zigomático e na crista infrazigomática. Em casos extremos, onde não há outras soluções poderiam ser encontrados, podem ser utilizado miniplacas no osso zigomático como uma forma de ancoragem maxilar.

 

Microparafusos:

O tamanho reduzido do mini implante ortodôntico diminui consideravelmente as limitações quanto aos locais de sua possível inserção. Esta grande variabilidade no que diz respeito às possibilidades de localização para os mini implantes permite sua utilização, como recurso de ancoragem, nos mais variados tipos de movimentação dentária.

 

A ancoragem esquelética proporciona um adequado controle de forças, tanto em magnitude quanto em direção. A utilização dos mini implantes é recente na Ortodontia e tem-se mostrado extremamente promissora. Este recurso vem como uma opção a mais no tratamento ortodôntico, a fim de simplificar a mecânica e, em alguns casos, viabilizar a terapia, diminuindo o tempo de tratamento.

Dessa forma a implantodontia pode sim auxiliar no tratamento ortodôntico.

 

Nite-Guide/Ocluso-Guide? Você conhece esse aparelhinho???


É um aparelhinho monobloco feito de material borrachóide ,que é Miofuncional,posicionador e guia eruptivo.A vantagem desta combinação é permitir que o aparelho funcione como um ativador (tipo bionator) corrigindo relações horizontais CL II Divisão 1ª (com retrusão mandibular e não protrusão maxilar)e verticais dos maxilares ,alinhamento dos arcos e intercuspidação.

O Nite-guide é utilizado até a erupção do 1º molar  permanente ( então em dentição decídua,crianças de 5 a 7 anos) Para crianças com 8 a 11 anos o aparelhinho muda um pouquinho  e passa a se chamar Ocluso guide.Existem ainda outras séries desse aparelhos para outro usos específicos.

A mordida na dentição decídua se mostra  topo a topo, se observarmos que já esta caminhando para uma mordida profunda podemos utilizar esse aparelho e prevenir uma  cirurgia ortognática no futuro.

O aparelho atua como um “gabrito” ao guiar os Incisivos permanentes proporcionando um correto alinhamento exercendo força própria pequena e passiva usado durante o sono(A noite os hormônios somatotróficos – hormônio de crescimentos ) estão mais aflorados.

Na teoria as fibras periodontais infantis não resistem ao movimento dentário até que o dentinho permanente entre em oclusão com o seu antagonista quando tais fibrinhas se transformarão em fibras colágenas adultas(essas fibras adultas são as responsáveis pela fixação do dente em sua loja óssea),por isso eles resistem a recidiva e podem ser posicionados antes da formação do colágeno maciço  ainda durante o processo de erupção ativa.Dessa forma o aparelho funciona com um guia de erupção para os dentes permanentes.

O uso,como já disse é durante sono e de 3 a 4 horas  durante o dia,ainda pedimos para que o paciente faça uns exercícios  para ativar as fibras colágenas e a propriocepção.

Obs: em 80% dos casos a ortodontia corretiva não é necessária.